Empresas que atuam como fabricantes, voltada para a produção de bens, dependem de um estoque bem gerenciado, não podem sobreviver sem um bom sistema de gerenciamento de estoques.
Veja algumas razões para ter uma boa gestão de estoques:
Cada vez mais as empresas em geral estão tentando atuar com estoques mínimos, pois o investimento em estoque é um dos fatores mais importantes para a adequada gestão financeira de uma empresa. O estoque traz custos para a empresa e também um risco desnecessário e costumam manter uma participação significativa no total dos investimentos ativos de maior parte das empresas industriais e comerciais.
Formar estoques tem a importante função de tornar o fluxo econômico contínuo. A existência de uma variedade de produtos no comércio gera a necessidade de uma gestão de estoques que possibilite suporte de informações adequadas. Para tanto, um bom controle de estoque fornece informações sobre os produtos vendidos, evitando assim compras desnecessárias e materiais que ficarão ociosos. Entretanto, são várias as razões que levam ao investimento em estoques.
Atender às demandas de forma constante
De fato, o ideal para uma empresa é manter os estoques em níveis baixos evitando excesso de capital investido e maiores custos. Além de causar alto impacto no capital de giro, o estoque poderá transformar-se em prejuízo. Neste caso se torna necessário entender a demanda que não será a mesma durante todo o ano. Observa-se que a venda de ventiladores tem picos durante o verão, enquanto a venda de aquecedores tem seus picos no inverno, em ambos os casos também há situações de baixa nas vendas. Isso é chamado de venda sazonal, um estoque bem planejado permitirá a empresa entenda essas previsões e cumpra as exigências, fazendo com que não sobre estoque e nem falte.
Mas como é possível fazer esta previsão? Um grande facilitador para esta informação é o histórico de vendas gerados pelo pleno gerenciamento do estoque, por isso a importância.
Alimentar continuamente as lojas com itens básicos
Além das vendas sazonais, existem aqueles itens básicos que vende durante o ano todo. Por exemplo, em uma empresa de materiais elétricos no período do verão é vendido mais itens para iluminação de jardim, enquanto que o ano todo é vendido fitas isolantes, ferramentas, lâmpadas e etc. esses itens básicos atraem o cliente para a venda de produtos maiores.
Seja analítico
Não é aconselhável adquirir uma quantidade muito grande de um produto novo, pois este pode estar sujeito a melhorias e aceitação do mercado. Não espere as coisas acontecerem! Seja analítico e corajoso para cortar o custo desnecessário sempre para o que não agrega valor ao negócio. E tenha estratégias de reação rápidas para estar à frente.
Negociar preços e prazos com fornecedores
Se há um sistema de controle de estoque bem gerenciado, a empresa poderá cortar custos. Por exemplo, por exemplo quando chega final de ano, época de festas, a empresa pode prever um aumento de demanda em determinados produtos, como chocolates, itens de presentes e etc. Essa previsão permite fazer compras com antecedências e quantidades aumentando o poder de barganha para negociar preços e prazos. Assim o produto terá um custo menor quanto aqueles que não se anteciparam por falta de gerenciamento, neste caso você se torna um vencedor com maior margem de lucro e ainda assim preços mais baixos quanto a concorrência.

É, a gestão de estoque é um desafio para a maioria das empresas que lidam com estocagem de material. No final das contas, mesmo antes que uma empresa comece suas vendas, o lucro ou o prejuízo quase sempre pode ser explicado por quão bem a empresa é capaz de gerenciar e organizar seus estoques.

(Visited 279 times, 1 visits today)
3